divider

HOLDING FAMILIAR


Coluna publicada no Jornal O Correio de Cachoeira do Sul, nos dias 28 e 29/06/2014.

PORTAL JURÍDICO

ZARUR MARIANO*

e-mail: zarur@zmadvogados.adv.br

 

 

“Para sobreviver e ter sucesso, cada organização tem de se tornar um agente da mudança. A forma mais eficaz de gerenciar a mudança é criá-la.” Peter Drucker.

 

HOLDING FAMILIAR

O termo “holding” é uma expressão guarda-chuva que abriga uma série de acepções. Comumente é entendida como sinônimo de “controlar” e consiste na criação de uma sociedade personificada (geralmente Ltda. ou S/A), para exercer o poder de controle sobre outra sociedade ou sobre um determinado patrimônio.

FILHOS. INTERESSES E PERFIS DIFERENTES.

É muito natural que os filhos tenham muitas diferenças entre eles. Um ou outro pode mostrar real interesse pelos empreendimentos iniciados pelo patriarca da família. Já os outros, por pensarem e terem objetivos totalmente diferentes optam por seguir um caminho profissional totalmente diverso.  É verdade também, que todos são seus herdeiros e no momento da sucessão terão direito à parte do seu patrimônio.

Diante de tão diferentes perfis, como preservar o empreendimento criado por você, sem correr o risco de que herdeiros menos preparados para o negócio, juntamente com seus companheiros e/ou cônjuges fracionem ou terminem literalmente com o que você conquistou ou preservou até agora.

  1.   Você já pensou que é possível criar uma empresa para concentrar o seu patrimônio e ainda garantir o rendimento provindo destes bens visando à preservação dos seus negócios? E mais, você sabia que há possibilidades de, ao criá-la, você dispensar o futuro inventário, realizar uma excelente sucessão patrimonial sem perder seus bens e direitos até o final da sua vida e ainda obter vantajosa economia tributária?

CAPITAL.  A integralização do capital da holding familiar pode ser feita com os próprios bens que constituem o seu patrimônio pessoal. No contrato social ou estatuto você vai estabelecer a melhor forma para o controle da holding familiar.

Esse tema, sabemos, é complexo, e nosso objetivo aqui é unicamente fomentar o debate sobre o assunto – sempre atual – e alertar o leitor sobre a existência dessa alternativa de sucessão empresarial, blindagem patrimonial e economia tributária. Na próxima semana continuaremos abordando esse interessante tema.

 

* Advogado e Contador, sócio da Zarur Mariano & Advogados Associados


separator

separator